China divulga documentos sobre resultados econômicos e financeiros do G20

Beijing, 16 set (Xinhua) — A China divulgou na quarta-feira uma série de documentos sobre os resultados econômicos e financeiros da última Cúpula de Hangzhou do G20.
Um total de 50 documentos, incluindo o Plano de Ação de Hangzhou, relatórios de instituições financeiras internacionais e estratégias de crescimento para os membros do grupo, foram publicados no site oficial do Banco Popular da China, o banco central.
O Plano de Ação de Hangzhou, um documento essencial sobre os resultados, define uma estratégia sugerida para a economia global, com o fim de criar um caminho claro em direção ao crescimento forte, sustentável, equilibrado e inclusivo.
O plano inclui um grande número de ações de políticas que os membros do G20 implementarão nos próximos anos, incluindo medidas macroeconômicas para impulsionar o crescimento e criar empregos a curto prazo e reformas estruturais para elevar a produtividade econômica e os padrões de vida a longo e médio prazos.
Outras ações de políticas pretendem garantir que o crescimento que os membros do G20 buscam tanto a curto prazo como a médio prazo seja compartilhado igualmente, resiliente diante de circunstâncias inesperadas, sustentável, e apoiador ao ambiente natural.
Outros documentos cobrem uma grande variedade de assuntos financeiros globais, incluindo a avaliação de responsabilidade, arquitetura financeira internacional mais estável e resiliente, inclusão financeira digital, financiamento ecológico e financiamento para pequenas e médias empresas.
A Cúpula de Hangzhou do G20 encerrou em 5 de setembro e adotou um comunicado que esclareceu a direção do desenvolvimento, os objetivos e as medidas para a cooperação do grupo.

fonte: http://portuguese.people.com.cn/n3/2016/0916/c309809-9115588.html