China enfatiza sua importância no Brasil

Diplomatas chineses em São Paulo lembraram aos moradores o quão importante esse país é para o Brasil. E o Brasil ainda não sabe disso.

Quatro anos atrás, a China tornou-se o principal parceiro comercial do Brasil, ultrapassando os EUA. Até agora neste ano, as empresas brasileiras, lideradas por exportadoras de commodities, enviaram US$ 28 milhões dólares em mercadorias para a China em comparação a US$ 20 bilhões para os EUA.

As duas economias do BRIC “devem estreitar ainda mais os laços atuais para tornar a parceria um modelo de interação entre os países em desenvolvimento”, a Cônsul Geral chinesa Chen Xi teria dito, em São Paulo, no dia 11 de agosto, durante um evento para celebrar os 40 anos de laços diplomáticos entre China e Brasil. A cerimônia foi co-organizado pela Câmara Municipal de São Paulo e pela Brazil-China Friendship Association. Estiveram presentes cerca de 200 pessoas, que incluiem empresários e autoridades chinesas e brasileiras, o China Daily relatou da maior cidade do Brasil.

Fernando de Mello Baretto, representante do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo disse que a China era um modelo para o desenvolvimento do próprio Brasil.

“O século 21 é para a Ásia e as áreas ao redor do Oceano Pacífico. China e Brasil irão desfrutar de um futuro brilhante se esta cooperação continuar “, disse ele.

Yingli espera participar da rede de energia solar do Brasil. Outras empresas também estão procurando fazer um nome no Brasil. Os brasileiros, entretanto, terão que aprender a competir com uma China que está elevando rapidamente a cadeia de valor nos mercados mundiais.

O Brasil a muito tempo brincou com a idéia de tomar uma abordagem chinesa para o desenvolvimento. Em alguns aspectos, eles tem economias políticas totalmente diferentes. Por exemplo, o mega banco do Brasil, conhecido simplesmente pela sigla BNDES, empresta mais no Brasil a taxas abaixo do mercado que o Banco Mundial faz em todo o mundo. Ele financia todos os tipos de projetos, de hidrelétricas, para empréstimos a pequenas empresas.

A relação China-Brasil é um passo importante para o Brasil. E agora que a China está se afastando de ser um exportador de baixo custo, o Brasil tem muito menos a temer.

A indústria de calçados do Brasil, por exemplo, estava petrificada no Brasil. Enquanto sapatos feitos na China invadiram fortemente o mercado brasileiro, fabricantes de calçados do Brasil ainda estão intactos graças ao protecionismo do governo. O mesmo vale para um punhado de fabricantes de brinquedos. Brinquedos da China dominam lojas como Ri Happy, a brasileira Toys R Us, mas empresas como Estrela, ainda estão esperando. O Brasil provavelmente vai encontrar um tipo diferente de competição no futuro, que é de alta qualidade, produtos de valor agregado, um mercado onde o Brasil detém mais influência do que a China … por agora.

Enquanto a China e o Brasil estabelecem laços econômicos mais estreitos, os governos locais e grupos comerciais chineses estão participando de mais feiras para abrir o mercado Brasileiro para os produtos Chineses. De acordo com a APEX, uma agência governamental que promove o comércio brasileiro em todo o mundo, há pelo menos 24 feiras de negócios agendadas em São Paulo este mês. Cerca de metade deles são com os chineses.

O Brasil está se tornando mais familiar para as empresas chinesas, especialmente depois de sediar a Copa do Mundo de 2014. Anúncios Yingli Solar foram vistos em todo o lugar durante as partidas que terminaram no Rio de Janeiro no dia 13 de julho O Brasil está se tornando um mercado maior para a energia solar. As empresas chinesas provavelmente vão dominá-lo, ou pelo menos ter uma quota de mercado considerável, enquanto a energia solar se expande lá.

“O aprofundamento da compreensão mútua entre os dois países permite que mais empresas chinesas olhem o Brasil como um mercado com grande potencial e querem desenvolver uma nova opção diferente de mercados internacionais tradicionais, como os Estados Unidos e os países europeus,” Yu Yong, o comercial conselheiro no Consulado da China em São Paulo, disse ao China Daily.

A China Sourcing Fair, realizada na semana passada em São Paulo, foi uma das maiores feiras para mostrar o Made in China, com produtos que vão desde eletrônicos a roupas.

Disponível em:

http://www.forbes.com/sites/kenrapoza/2014/08/18/china-touts-its-importance-in-brazil/

 

4

Um anúncio para Yingli Solar escrito em chinês em jogos da Copa do Mundo da FIFA

no Brasil.