Nos últimos anos, a economia brasileira continua na depressão, a economia devera declinar  ultrapassando de 3%, a inflação também vai estar perto de dois dígitos, e sua moeda, o real em relação ao dólar norte-americano caiu mais de 30% desde o início. Empresas com investimento que operam no Brasil enfrentam um desafio grande, mas aqui os empresários chineses ainda estão otimistas sobre as perspectivas de investimento no mercado do Brasil a longo prazo.

“Investimento no Brasil – China”, realizado em São Paulo, Brasil, no dia 18. O evento é organizado pela empresa brasileira Lide China ( Clube de Lideres Empresariais), Centro de Intercâmbio Econômico e Comercial Brasil | China, Associação de Lideres Empresariais Chinesas e Chery Motors.

A China e o Brasil, geograficamente distantes, mas o relacionamento é muito próximo. A partir de 2014, o investimento total da China no Brasil mais de 20 bilhões de dólares norte-americanos, o número das empresas chinesas a investir no Brasil mais de 200 , durante seis anos consecutivos a China se tornou o maior parceiro comercial do Brasil; 2014 chegou ao volume de comércio entre a China e o Brasil a 86,6 bilhões de dólares, é 23 vezes do que no ano de 2000 .

Zhang Guanghua, vice-presidente de Bank of China( Brasil Ltd.) acredita que os números acima mostram, o futuro das relações China- Brasil na cooperação da economia e comercio,na qual tem um grande potencial, as dificuldades não podem parar o ritmo de cooperação entre a China e o Brasil, no ponto de vista de longo prazo, o Bank of China tem confiança no Brasil.

Zhang disse que o sistema da indústria brasileira é basicamente completa, e indústria de serviços é extremamente desenvolvida , minério de ferro e produtos agrícolas, tem uma posição importante no mundo. Embora o Brasil está passando por algumas dificuldades, mas tem um $ 370 bilhões em reservas cambiais, a dívida externa não é elevada, os pagamentos externos tem uma capacidade boa, enquanto financeiro no Brasil está sustentável , embora precisa enfrentar dificuldades ,uma vez que a economia de volta no caminho do crescimento,o potencial do mercado brasileiro  é enorme.

Peng Jian, gerente geral da Chery Brasil disse: “O Brasil é o sétimo maior economia do mundo, tem recursos naturais abundantes e uma forte base industrial, é a maior economia da América do Sul, Huawei, Bank of China, a Chery Brasil, a BYD, Xugong Group, muitas empresas estão investindo no Brasil, e estão empenhada em expandir a cooperação com o Brasil em todos as áreas  “.

Presidente do Lide China, Sra. Monica Fang disse que, este ano, muitos lideres políticos e do comércio da China visitaram o Brasil, a China e o Brasil estão aumentando  mais a cooperação no comercial. Hoje em dia, a crise econômica global nas economias emergentes, o aumento da cooperação entre as nações, o Brasil não é exceção. O governo brasileiro está ansioso para cooperar com as empresas de todo mundo, na esperança de ter a força das empresas para entrar no mercado brasileiro.

Também ressaltou que o Brasil e a China como um parceiro importante com o outro, as empresas brasileiras e chinesas prestam mais atenção à cooperação no win-win a longo prazo .

Ministério do Desenvolvimento Industrial e o Escritório da infra-estrutura da Bahia também citaram em detalhe no fórum sobre rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e outros projetos de infra-estrutura do Brasil, as empresas chinesas querem participar na construção.

 

golf02 golf03